Reprodução

O Período de Reprodução

Embora os objetivos da reprodução sejam, naturalmente, obter filhotes, os meios para alcançar diferem sensivelmente entre um proprietário particular e um criador. Um proprietário de cão de companhia ou de utilidade deixará ocasionalmente a sua cadela se reproduzir a fim de obter descendentes que apresentem qualidades comparáveis embora a reprodução não seja, conforme diz a crença popular, indispensável para o equilíbrio psicológico ou fisiológico de um cão. Na natureza o acesso à reprodução nas matilhas de cães selvagens depende intimamente do estatuto hierárquico do individuo porque a monta é uma demonstração de dominância, o que às vezes explica algumas incompatibilidades de caráter entre parceiros.

O criador, por seu lado, tenta selecionar os reprodutores, machos e fêmeas, em função das suas origens, das suas descendências e das suas qualidades genéticas. Ele consegue contornar o obstáculo hierárquico assistindo e dirigindo a monta entre os reprodutores que escolheu. Em caso de recusa dos parceiros, ele pode até mesmo recorrer à inseminação artificial para chegar aos seus objetivos.


A puberdade do macho


A idade de aparecimento da puberdade depende essencialmente do porte adulto da raça (dos 6 meses nas raças miniaturas aos 18 meses nas raças gigantes) e corresponde no macho à produção dos primeiros espermatozóides fecundantes. Como a fertilidade diminui com a idade mais precocemente nas grandes raças (fenômeno provavelmente ligado ao envelhecimento da tiróide), o período fértil dos cães de raças grandes encontra-se ainda mais reduzido. Às vezes o poder fecundante do esperma começa a diminuir a partir dos 7 anos de idade nos cães de raças grandes.

A puberdade da fêmea

Como para o macho, a puberdade na fêmea aparece mais tardiamente nas raças grandes (entre os 6 e 18 meses também). Os primeiros cios geralmente são discretos e podem até passar desapercebidos. No entanto, na cadela deve ser feita a distinção entre a puberdade (capacidade de ovular) e a nubilidade (capacidade em levar a termo uma gestação e um parto), que explica porque é desaconselhável uma cadela acasalar no primeiro cio, quando sua estrutura pélvica ainda não completou seu desenvolvimento.
A partir da puberdade o funcionamento do aparelho genital feminino adota um ritmo cíclico que se exterioriza geralmente por dois períodos de cio por ano.