Tosse dos canis

Traqueobronquite infecciosa ou "tosse dos canis" é uma doença de cães que ataca o sistema respiratório dos animais produzindo crises de tosse deixando os proprietários com a impressão de que estão com algo trancado na garganta.

O cão pode apresentar sinais clínicos que lembram muito o resfriado humano, com tosse, espirros, febre, falta de apetite e corisa.

A "tosse dos canis" pode aparecer em qualquer época do ano, porém, há uma maior predisposição no inverno
A doença pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos e é altamente contagiosa entre os cães através do contato direto entre os animais e pode atingir animais de diferentes faixas de idade. Os agentes mais comuns que podem causar a traqueobronquite são:

- vírus: parainfluenza e adenovirus tipo 2 (não transmissíveis ao homem)
- bactérias: Bordetella bronchiseptica (transmissível ao homem, mas na maioria dos casos em pessoas com o sistema imunológico deprimido )

Os animais apresentam os primeiros sintomas entre 3 a 10 dias após a infecção podendo persistir com os sintomas 3 a 4 semanas. As infecções causadas por vírus normalmente são mais brandas e não requerem tratamento específico. Porém, quando mais de um agente está envolvido, principalmente a Bordetella, o quadro se torna mais grave e é necessário tratar o animal para que não se desenvolva uma pneumonia.

Outros fatores como, friagem, odores fortes, poeira, alterações bruscas de temperatura etc também podem predispor os animais a crises de tosse favorecendo a penetração de microorganismos da tosse dos canis.

A irritação das narinas pode facilitar a penetração dos micróbios existentes no chão, na terra e complicar produzindo uma secreção purulenta pelo nariz. Nestes casos se faz necessário a aplicação de antibióticos, principalmente quando estes animais apresentarem falta de apetite, febre, apatia e perda de peso.

Aconselha-se a imunização dos filhotes através do uso de vacinas intranasais a partir de oito semanas de idade com revacinação anual.

Recomenda-se ainda evitar passeios em horários ou dias muito frios. Já estamos na primavera, mas o frio teima em não ir embora. Os mais afetados são os de pelagem curta.